quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

O importante é viver a própria vida

Estou temporariamente oscilando entre a ociosidade e o tédio.
Dias preenchidos na opinião de alguns seres humanos por banalidades... Na falta do que fazer, participo de jogos virtuais (colheita feliz!), adiciono inúmeras comunidades no orkut (adoro! é legal quando os amigos também adicionam) e cumpro com a rotina (eca).
Detalhe importante:-Não faz diferença a opinião alheia (principalmente no sentido de critica) sobre a minha vida. "Simples assim", básica e direcionadamente:- Cada ser humano que ocupe seu próprio tempo zelando dos seus afazeres.
É desagradável conviver com senhores da razão, aquele tipo de ser humano chato! Que não aceita as diferenças, que não compreende a liberdade.
Cada ser vivente tem direito a fazer o que lhe convém desde que não agrida seus semelhantes.
É chato ser chato e mais chato é tolerar chatice... Aff...
O interessante é não se preocupar com a vida dos demais... A própria vida não é o suficiente para os controladores da atitude alheia?
O que é legal e interessante para uns em determinados momentos da vida não é agradável para outros...
Quem é chato não percebe a beleza da vida.
Por opção modifiquei novamente a minha vida, no presente estou estagnada (posição nada cômoda). Porém... Existe a necessidade de mudanças para o crescimento e desenvolvimento pessoal.
Abdiquei de trabalho, estabilidade financeira e afins... Ato de coragem, rs e de loucura. Mas, eu me amo e tenho noção da minha capacidade em recomeçar e evoluir... No meu ritmo, rs no meu momento.
Não desmerecendo ninguém... Mas, são poucos os seres humanos capazes de enfrentar a vida e viver feliz, livre de hipocrisia e de filosofia barata. Ser independente é difícil. A independência humana nunca é absoluta, é necessário o companheirismo para se viver com maior dignidade e alegria.
Sou um ser feliz e realizado em diversos aspectos, as obrigações para a sobrevivência confortável são complemento...
Hoje faz dois anos que eu tive a imensa sorte de continuar viva. A minha amiga infelizmente se foi. Meu coração chora pois só eu sei a dor que carrego dentro dele.
Aprendi amar a vida! A vida é bela! A minha é linda!

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

AS CORES E A PERSONALIDADE

As cores influênciam na personalidade de acordo com a preferência. A primeira cor de preferência, refere-se aos aspectos da personalidade real , ou seja, como o indivíduo se mostra para os outros; a segunda cor de preferência, refere-se aos objetivos da vida, ou seja, o que se almeja da vida; e a cor que o indivíduo não gosta , refere-se às frustrações da vida.
É importante destacar que as preferências de cores, mudam de acordo com o momento emocional do indivíduo.

Aspectos da personalidade de acordo com a preferência:

1. cor de preferência:

Amarelo: É a cor da vida; são pessoas otimistas, alegres, idealistas, sonhadoras, alma de artista, fraternos; pessoas ligadas à comunidade e à sociedade.

Laranja: A caracteristica principal de quem prefere esta cor é a de transição; refere-se a um momento de mudança, transformação; geralmente a preferência pelo laranja ocorre por períodos muito curtos.

Preto: São pessoas autoritárias, que não aceitam o tipo de sistema em que vivem: familia, economia, social, ou seja: rejeitam causas exteriores. Também são idealistas e amorosos e não demonstram seu amor por medo de serem magoados.

Violeta: São pessoas que têm necessidade de serem reconhecidas, ou pelo menos tenham a intenção de serem notadas.

Cinza: São pessoas que estão com uma insatisfação muito grande na vida; a aparência pode até ser agradável, mas a tristeza é grande; a pessoa se sente pressionada afetivamente e infeliz, mas nem sempre o demonstra.

Marrom: Significa capacidade que o indivíduo tem para lidar com dinheiro; são pessoas que são cabeças de família; fazem tudo com alegria, só que não se envolvem afetivamente; não são portanto pessoas afetivas.

Verde: São pessoas boazinhas para tudo e para todos, mas são pessoas interesseiras; tudo o que fazem esperam retorno; sabem fazer amizades, viver em sociedade e comunidade, mas sempre com segundas intenções.

Rosa: A característica principal das pessoas que preferem o rosa, é que são pessoas ternas, amorosas, mas que têm dificuldades de expressar esses sentimentos; gostariam de agasalhar à todos, mas têm muitas dificuldade em demonstrar , por medo de serem rejeitados.

Branco: Refere-se a área sexual; a pessoa que tem bloqueio grande na área sexual, excessos de limpeza, sensação de pecado, tem uma preferência em usar o branco e dificuldades de afeto.

Vermelho: A preferência pelo vermelho refere-se à pessoas que têm personalidades guerreiras, combativa; gostam de mudanças; não temem a nada e são pessoas elétricas.

Estampado: É a mistura de cores; a preferência pelo estampado, indica uma adoração pela vida; é uma pessoa de personalidade vibrante mas que tem altos e baixos.

Dourado: Ligado ao afeto e ao amor, principalmente se direcioná-lo para o chakra cardíaco. É uma cor vibrante, mais potente que o amarelo; é considerada uma cor nobre e serve para a reconstituição de tecidos lesionados, principalmente quando se trata de tumores.

Prata: Ligado à lua e ao mundo espiritual (interiorização); acelera o processo de projetos e pesquisas, favorecendo o mesmo. Está ligado à tecnologia espiritual; em cromoterapia, favorece a destruição de tumores e restauração de tecidos.

Azul: Pessoa conservadora; dificilmente muda de opinião e não gosta muito de mudanças (coisas novas).

Elaine Marini

http://www.psicologiapravoce.com.br/textopsi.asp?nr=112