quinta-feira, 25 de março de 2010

Gente grossa

Aff!

Um simples suspiro para resumir os últimos dias...

Dias basicamente atribulados... Dias de muito corre-corre!

Dias agradáveis. Apesar da sujeira que encontramos pelas ruas, do transito atordoante, da poluição em todas suas variantes.

Mas, o que realmente me causa estranheza são as atitudes de determinados seres humanos... O pior de inúmeros seres humanos!

Não é apenas uma questão de transtorno de humor, de educação ou de cultura.

São seres grosseiros, os quais tratam seus semelhantes com assombrosa estupidez. Armados para uma guerrilha, não fazem utilização de palavras essenciais para sobrevivência humana.

Bom dia! Boa tarde! Boa noite! Por favor! Com licença! Obrigada!

Palavras e atitudes educadas não são utilizadas no dia a dia.

A cordialidade, os sorrisos, a educação e o respeito desaparecerão.

Chega ser humilhante conviver com seres humanos agressivos, mal humorados e mal educados.

A grosseria magoa!

sexta-feira, 12 de março de 2010

Luz no fim do túnel

Sabe aquele clichê "Luz no fim do túnel"... Estou fazendo uso dele.
E estou feliz!
A vida está seguindo e tudo sendo organizado.
Estou obtendo o resultado das minhas atitudes por meus próprios méritos...
Eu enxerguei uma luz brilhando na minha direção.
Um novo trabalho chegou em boa hora!
Eu simplesmente amo meu trabalho!
Novas amizades, novos conhecimentos e realizações... Satisfação pessoal!
Tenho um namorado o qual eu admiro e amo muito... Ele é responsável por muitas alegrias na minha vida...
Meus lindos filhos são um espetaculo! Não preciso de comentários a respeito dos três rapazes.
Voltei a rotina exaustiva de filhos, casa, trabalho, amor, familia, amigos e gatos (rs)...
A falta de tempo, a correria maluca, o cansaço me fazem muito bem. Sinto a vida pulsando dentro do meu corpo (o coração bate forte, pula, salta, rodopia, aff. Cansei).
A sensação é deliciosa!


quarta-feira, 3 de março de 2010

Criança interna

Acredito que todo ser humano tenha escondido, mesmo que lá no fundo do fundinho... O ser criança!
O ser inocente, ansioso, carente, alegre... Um ser novo, livre de macula...
Um ser em formação... Um ser bom...
Bom no sentido de bondade, de pureza, no sentido bom...
Toda criança tem necessidade de carinho, de atenção e de amor.
Criança faz barulho, fuzarca, rs... Atormenta os seres humanos!
Incomoda, chateia... Mas, enche a vida de vida, de alegria!
Tem dias, que encontro com a criança interior e me deparo a espera de carinho e de atenção.
Mas... Nem sempre é dia de ganhar doce. E com os dias seguindo atribulados, a criança tem de se contentar em chupar o dedo.
Colo!
É delicioso ganhar colo.
Mas... Criança grande pesa. É necessário se contentar com a lembrança do colo carinhoso.
Criança chora, é mimada, não fica satisfeita. Não compreende as preocupações alheias, não entende que existem obrigações...
O bico da criança chateada chega no umbigo!
Porem, eu vou colocar minha criança interna para dormir antes que algum ser humano atarefado, resolva dar um corretivo pelo descontentamento.
P.S.-Aceito carinho e atenção como forma de pagamento, pelo serviço de baby sister.

Tenho Tanto Sentimento

Tenho tanto sentimento
Que é freqüente persuadir-me
De que sou sentimental,
Mas reconheço, ao medir-me,
Que tudo isso é pensamento,
Que não senti afinal.
Temos, todos que vivemos,
Uma vida que é vivida
E outra vida que é pensada,
E a única vida que temos
É essa que é dividida
Entre a verdadeira e a errada.
Qual porém é a verdadeira
E qual errada, ninguém
Nos saberá explicar;
E vivemos de maneira
Que a vida que a gente tem
É a que tem que pensar.


Fernando Pessoa