quarta-feira, 6 de julho de 2011

Eu não tenho medo de injeção


Eu não tenho medo de injeção!

Eu sinto pavor, fobia, desespero só de pensar na malfadada agulha...

É só uma picadinha, não vai doer nada... Vai furar outro ser humano monstrinho de jaleco branco, eu estou fora e quando posso eu corro... Prefiro não passar nem pela porta de hospital!

Agora fora os medos tradicionais; como medo de se machucar, sofrer um acidente (gato escaldado tem medo de agua fria), ser assaltada, medo básico da solidão (talvez, hihihi, estou aprendendo a conviver bem comigo mesma) e outros medos comuns...

Eu não estou classificada no rol dos medrosos! No quesito enfrentar a vida, erguer a cabeça, ajeitar as madeixas loiras, tropeçar, rsrs, estufar o peito (a armação do bojo ajuda a levantar a moral), choramingar um caminhão de baboseiras, aff... E seguir enfrente com determinação!

Eu caio, fico toda remendada, mas eu me levanto meio torta e sigo o meu caminho, gosto, ou seja, adoro me superar e surpreender...

Prefiro enfrentar as dificuldades e lutar, do que ficar trancafiada com os meus medos secretos e não usufruir das belezas que a vida tem para me oferecer. É um enorme desperdício ter amor e não amar, deixar passar as oportunidades, não se divertir, fugir da realidade e não aproveitar para seguir enfrente...

As dificuldades existem e devem ser enfrentadas para serem solucionadas. Eu possuo muita coragem e não tenho medo de viver.

O meu caminho é o sucesso!